Aspectos Técnicos e de Segurança nos Exercícios de Força

TREINAMENTO DE FORÇA

A técnica correta de execução no Treinamento de força (TF) é um princípio básico. Instruir, aplicar e monitorar a técnica correta envolve o entendimento dos limites de Amplitude de Movimento (ADM) de cada articulação e de evitar as posições que colocam as estruturas anatômicas em risco. Um dos maiores desafios é contraindicar exercícios ou posições articulares em um programa de TF, uma vez que maioria das lesões não são agudas, mas lesões crônicas (manifestam ao longo do tempo).

O TF é seguro, no entanto, o nível de segurança é maximizado quando o TF é realizado sob supervisão do profissional com este conhecimento, que realiza os ajustes para evitar as posições de risco e lesões. A cada dia, o Profissional de Educação Física e o Fisioterapeuta recebem novos pacientes/alunos/clientes com diferentes lesões e doenças em diferentes estágios. Dominar este conteúdo traz uma grande vantagem profissional e mercadológica.

Por questões de tamanho de post, abordaremos cada articulação separadamente e resumido.

Articulação do Ombro

Fatores e posição de risco: técnica errada; histórico de lesões e hiperflexibilidade; e combinação de abdução, rotação externa extrema e/ou abdução horizontal. Esta posição maximiza o estresse sobre a cápsula anterior da articulação glenoumeral, precisamente sobre o ligamento glenoumeral inferior, e movimentos repetitivos nesta posição, podem resultar em alterações neurais.

Atenção ao exercício: Puxador Costas posterior (atrás da cabeça, pegada pronada) realizado com ADM máxima.

Recomendações: Puxador Costas frontal (frente da cabeça), na posição vertical com braços em 30° em relação ao plano escapular.

Dicas:

  • estabilize o tronco, levemente inclinado (10° a 15°) para trás.
  • barra até altura entre o queixo e o ponto meso-esternal.
  • controle a velocidade do movimento.

Obs.: Signorile et al. (2002) observaram maior ativação (EMG) no Puxador Costas frontal pegada pronada e aberta no grande dorsal, redondo maior e cabeça longa do tríceps comparado as outras varrições.

Colado, García-Massó. Technique and safety aspects of resistance exercises: a systematic review of the literature. Phys Sportsmed. 2009 Jun;37(2):104-11.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s